Notícias

Sírio recebe Circuito Sindi Clube de Corais e busca novos coralistas

29/08/2019

O Esporte Clube Sírio será sede de mais uma apresentação do Circuito Sindi Clube de Corais, no dia 1º de setembro, a partir das 11 horas, na Avenida Indianópolis, 1.192, em São Paulo. A entrada é franca e, além do coral da agremiação, estão confirmados os corais do Club Athletico Paulistano, do Clube Jundiaiense e do Clube Sama Armênio.

O clube anfitrião está buscando novos coralistas para ampliar o grupo de cantores da agremiação que, além do Circuito do Sindi Clube, se apresenta em maratonas culturais da Associação de Clubes Esportivos e Socioculturais de São Paulo (Acesc) e de Encontros de Corais realizados em São Paulo.

“O Coral do Esporte Clube Sírio conta hoje com 20 integrantes que ensaiam uma vez por semana, às quartas-feiras, e estamos sempre em busca de novos talentos”, diz o maestro Eli de Souza Gonçalves, regente do coral.

A ideia da criação do Coral do Esporte Clube Sírio nasceu por ocasião da realização de um encontro de corais no clube, em dezembro de 1984, com um coral misto, formado de maneira provisória por associados do clube, sob a coordenação de Isabel Haiek Khawali. De 1984 a 1997, o coral teve várias formações, mas sua atividade intercalou períodos de crescimento e interrupções temporárias.

Somente a partir de 1998, com a coordenação da associada Walcy Jorge, o coral passou a ter atividade contínua, sob a regência da maestrina Wilma Camargo. Atualmente está sob a regência do maestro Eli Gonçalves.

“Considero de suma importância reger um coral que recebe as pessoas da comunidade local e dos associados que vêm para aprender a cantar, sem terem tido nenhuma experiência anterior. Um desafio que enfrento com alegria, pois os resultados são recompensadores e revigorantes”, comemora o regente.

Outro clube que compartilha a ideia de incentivar que cada vez mais pessoas pratiquem o canto coral é um dos primeiros a participar do Circuito do Sindi Clube e também um dos mais tradicionais de São Paulo. O Coral Vahakn Minassian, do Sama Clube Armênio, regido pelo maestro Alexey Kurkdjian desde 2009.

 “A história do coral teve início em 1926, quando os componentes se apresentavam em um programa de rádio, o Melodias Armênias, e hoje tem 25 integrantes” conta o diretor cultural do clube e integrante do coral,  Luiz Alberto Kekidian.

“O Vahakn Minassian tem a missão de unir a comunidade armênia, divulgando suas raízes culturais. Por sua importância não queremos que ele termine e pretendemos criar um coral só para crianças, estimulando, assim, os mais jovens para que consigam manter a tradição musical da Armênia”, conclui.

O Club Athletico Paulistano, que hoje conta com 40 participantes, além de participar constantemente do Circuito Sindi Clube de Corais faz apresentações em concertos de Primavera, de Natal e da ACESC.

“Quando preparo os coralistas para uma apresentação, quero levar aos seus familiares e amigos e a todos que nos assistem uma arte musical que os proporcione viagens emocionais”, afirma o maestro Mário Zaccaro, que rege o coral desde 2005.

Já o coral do Nosso Clube de Limeira, também assíduo frequentador do Circuito do Sindi Clube, tem levado, nos últimos 15 anos, suas apresentações  para cidades como São Paulo, Campinas, Jundiaí, Piracicaba, Marília e Alphaville-Barueri, e hoje conta com 60 integrantes. Nasceu em 2004, no Centro do Professorado Paulista e era composto apenas por professoras aposentadas. O atual regente, Rosivaldo Mena Peres, assumiu em 2007.

“Nosso desafio é transformar a vida das pessoas por meio da música, tirá-las do estresse, deixá-las mais felizes e solitárias”, defende Peres, que como regente usa seus conhecimentos de musicoterapia para interagir melhor com os participantes.

O Circuito Sindi Clube de Corais teve início em 2001, e atualmente possui 37 grupos de corais em seus clubes associados, sendo 35 adultos e dois infantis, que juntos reúnem cerca de 1.500 participantes.

TODAS AS NOTÍCIAS