Notícias

Regresso para fase amarela do Plano SP

01/12/2020

O governo de São Paulo anunciou ontem, dia 30/11/2020, a regressão dos municípios para a fase amarela do Plano SP e, em atenção a esta fase, nos próximos dias cada municipalidade determinará o funcionamento das atividades.

Importante ressaltar que, desde o início da pandemia, o Sindi Clube vêm reafirmando seu papel de apoio às agremiações Paulistas, mantendo os Clubes prontamente informados sobre restrições de funcionamento e protocolos de prevenção da Covid-19, definidos pelas autoridades estaduais e municipais.

Tais informações são ferramentas importantes para que os dirigentes tenham embasamento ao tomarem suas próprias decisões de gestão nos Clubes, com independência e autonomia.

Seguindo as melhores práticas, compilamos a as últimas definições do Governo Estadual de São Paulo que podem afetar os Clubes, baseadas em informações oficiais publicadas no Portal G1.

Municípios que regrediram para a fase amarela em 30/11/2020:

• Grande SP inteira, incluindo capital

• Taubaté

• Campinas

• Piracicaba

• Sorocaba

• Baixada Santista

Municípios que permanecem na fase amarela:

• Araraquara

• Araçatuba

• Bauru

• Franca

• Marília

• São João da Boa Vista

• São José do Rio Preto

• Presidente Prudente

• Ribeirão Preto

• Registro

• Barretos

Mudanças no retrocesso da fase verde para amarela, que afetam as agremiações, uma vez que possuem os serviços descritos em seu escopo de atividades:

• Eventos com público em pé passam a ser proibidos;

• Ocupação máxima de Shopping centers, galerias, comércio e serviços em geral passa de 60% para 40% da capacidade e o horário de funcionamento passa a ser reduzido de 12 para 10 horas por dia;

• Ocupação máxima de restaurantes ou bares para consumo local passa de 60% para 40% e o horário de funcionamento será restrito a 10 horas por dia e até as 22 horas.

• Ocupação máxima de salões e barbearias passa de 60% para 40% da capacidade e o horário de funcionamento passa a ser reduzido de 12 para 10 horas por dia;

• Eventos, convenções e atividades terão sua capacidade máxima limitada de 60% para 40%, o controle de acesso é obrigatório, assim como hora e assentos marcados.

• Academias de esporte de todas as modalidades e centros de ginástica terão capacidade de ocupação máxima limitada de 60% para 40% do local e o horário reduzido de 12 para 10 horas;

• Cinemas, teatros e museus: De acordo com o Plano São Paulo, podem permanecer abertos na fase amarela. No entanto, as prefeituras têm autonomia para decidir o que e quando deverão reabrir. Na capital paulista, por exemplo, o prefeito Bruno Covas determinou que a abertura dos setores da cultura só ocorreria quando a cidade estivesse na fase verde.

Referente às Escolas:

• Instituições de ensino públicas e privadas do estado permanecerão em funcionamento.

Referente a novas diretrizes:

• De acordo com o governador João Dória, o tempo de análise de dados deixará de ser a cada 28 dias e passará a ser a cada 7 dias, o que poderá implicar em atualização de diretrizes semanalmente.

Com os votos de que a saúde pública seja restabelecida o mais rápido possível e os indicadores sejam mais favoráveis, o Sindi Clube permanecerá informando as agremiações sobre quaisquer decisões que possam afetar o setor e à disposição para auxiliar os Clubes em quaisquer necessidades de reestruturação.

TODAS AS NOTÍCIAS